08 outubro 2006

Das Trevas à Luz

Este é o primeiro de uma colecção de artigos a que iremos chamar "Personalidade do mês".
Uma vez por mês, cada um de nós irá trazer à baila um nome que considere importante para o mundo cultural e artístico.
Estejam atentos!

Odilon Redon foi um pintor francês reconhecido como o mais importante dos pintores simbolistas.

O simbolismo, aplicável à literatura, teatro e artes plásticas, é um movimento que surgiu em oposição ao realismo e ao naturalismo.
Este estilo foi ganhando pontos pois fez algo de diferente do que acontecia até aí.
Assim, artistas como Paul Gauguin começaram não só a retratar a realidade, mas a atribuir-lhe uma “essência sentimental”.

A distorcida mente de Redon, aliada a uma grande quantidade de imaginação e originalidade, valeram-lhe uma aproximação quase visionária à vanguarda surrealista, só desenvolvida mais tarde.


Tendo-se tornado uma referência no mundo das artes plásticas, criou, com Gauguin e Seurat o chamado “Salão dos Independentes”, para além de ter participado em várias exposições importantes da época, acabando por ser convidado a realizar exposições individuais.

Após a época sombria da sua carreira - a que ele próprio se referia como Negra com N maiúsculo – habitada por seres estranhos, muitas vezes monstruosos - quem sabe originados pela sua evolução totalmente à margem do mundo social e à morte do seu primeiro bebé - chegou a um ponto de passagem das trevas à luz.
Talvez devido ao nascimento concretizado do seu filho Ari, a cor surgiu na sua vida.
A partir daqui, revelou um grande interesse pelos motivos florais. No entanto, não renegou os seus demónios passados. Apenas lhes imprimiu uma panóplia de cores e brilhos.



Datas (+/-) importantes:
-Odilon Redon viveu entre 1840 e 1916
-1873 foi o ano em que começou verdadeiramente a sua carreira, trabalhando num ateliê.
-Foi em 1890 que Redon “viu a luz”
-só em 1901 começou a realizar obras de grandes dimensões


Imagens:
Homem-Cacto (1881)
Vaso com Flores (1912)

3 comentários:

Jonas* disse...

Muita bonito isto Chico! A ideia é gira* Se mudarem o formato e as cores fica ainda melhor! Vá lá voces sao de artes.. portem se como tal! (:

Quando quiserem fazer sobre a minha personalidade já sabem onde me encontrar! ;D

Pablo Chicasso disse...

boa apresentação gráfica, tratamento da informação a condizer. eis um bom post. e já agora obrigado por me dares a conhecer um pintor de quem eu nunca tinha ouvido falar.

Pablo Chicasso disse...

olá Jonas. deixa-me dizer que o blog não é só meu. agradeço o elogio mas faço questão de o partilhar com o Orlando, o Sérgio a Carolina, o JP, o David, a Joana Coutinho e o Paulo. Eles são os outros blogger por detrás deste espaço.